O QUE É O SISTEMA FOTOVOLTAICO?


O Sistema de Energia Solar ou Energia Solar Fotovoltaica é a tecnologia que permite transformar a luz do sol em energia elétrica através de módulos solares constituídos por células fotovoltaicas que são formadas por semicondutores feitos de silício.

Desde 17 de abril de 2012, quando entrou em vigor a Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012, o consumidor brasileiro pode gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis e inclusive fornecer o excedente para a rede de distribuição de sua localidade. Trata-se da micro e da minigeração distribuídas de energia elétrica, inovações que podem aliar economia financeira, consciência socioambiental e auto sustentabilidade.


COMO FUNCIONA O SISTEMA FOTOVOLTAICO?


Para que se gere energia não é necessário calor, apenas luminosidade. Qualquer pessoa pode produzir energia elétrica em sua própria residência, comércio ou indústria.

SISTEMAS CONECTADOS À REDE OU ON GRID

É um sistema gerador de eletricidade que tem como combustível a energia solar, e que trabalha em conjunto com a rede elétrica da distribuidora de energia.

O painel fotovoltaico gera energia elétrica em corrente contínua quando irradiado pelos raios solares.
O inversor (aparelho que faz a interface entre os painéis fotovoltaicos e a rede elétrica) converte a corrente contínua gerada pelos painéis solares em corrente alternada.

Após o inversor “ler” os valores de voltagem e frequência da rede, equaliza com a frequência de sua residência (60Hz) e “injeta” na rede elétrica através do quadro de luz.
Os aparelhos elétricos e eletrônicos consomem a energia gerada pelo sistema fotovoltaico. No momento da não geração de energia pelo sistema fotovoltaico, a energia é fornecida pela concessionária local.

Quando o sistema fotovoltaico gerar mais energia do que necessário, consumida no momento, a energia excedente irá diretamente para distribuidora e com isto é gerado um crédito energético. Este crédito tem validade de 60 meses e será utilizado quando a geração de energia for menor que o consumo. Ex.: dia com muita chuva.

ENTENDA TUDO SOBRE OS SISTEMAS ISOLADOS DA REDE E SUAS APLICABILIDADES


Com custos mais elevados que os sistemas on-grid, os sistemas isolados são caracterizados por não serem conectados à rede elétrica, ou seja, o sistema se auto sustenta através da utilização de baterias.

Um Sistema Fotovoltaico Isolado é aquele que não tem contato com a rede de distribuição de eletricidade das concessionárias.

Os sistemas isolados podem ser classificados em Híbridos ou Autônomos (Puros). Os sistemas autônomos podem ser com ou sem armazenamento elétrico.

SISTEMAS AUTÔNOMOS (PUROS)

Um sistema fotovoltaico puro é aquele que não possui outra forma de geração de eletricidade. Devido ao fato de o sistema só gerar eletricidade nas horas de sol, os sistemas autônomos são dotados de acumuladores que armazenam a energia para os períodos sem sol, o que acontece todas as noites, e também nos períodos chuvosos ou nublados. Os acumuladores são dimensionados de acordo à autonomia que o sistema deve ter, e essa varia de acordo às condições climatológicas da localidade onde será implantado o sistema fotovoltaico.


SISTEMAS AUTÔNOMOS SEM ARMAZENAMENTO

São sistemas que funcionam somente durante as horas de sol. Temos como exemplo os sistemas de bombeamento de água. As características das bombas são calculadas levando em consideração a necessidade água e o potencial Solar da localidade. O painel fotovoltaico é dimensionado para fornecer potencial para a bomba. Apesar de, geralmente, não utilizarem sistemas de armazenamento elétrico, o armazenamento energético é feito na forma de água no reservatório.

COMPONENTES DE UM SISTEMA FOTOVOLTAICO AUTÔNOMO

Um sistema fotovoltaico autônomo, normalmente, é composto por:

Painel fotovoltaico;

Controlador de Carga/Descarga das baterias;

Banco de baterias;

Inversor autônomo, para cargas em CA;

Cargas CC ou CA.